Publicidade

Publicidade

EDITORIAL

Jornalismo em foco

Por Gilmar dos Passos 9 min de leitura

Vereador do PL de Rio Negrinho foi infeliz em sua fala, diz que as pessoas tem acesso a informação através do site da câmara, e com isso tenta justificar, corte em investimento com a imprensa escrita, e tenta criar seu cercadinho em Rio Negrinho, mas o objetivo do vereador em questão, e presidente da câmara, é de dificultar esse acesso às informações, vamos lembrar que as pessoas tem acesso as informações pelo site portal de transparência da prefeitura e mesmo assim ano de 2023 o Secretário de Finanças do município foi preso durante a Operação Intraneus, suspeito de ter desviado mais de R$ 3 milhões dos cofres públicos. A pergunta é: onde estava o citado vereador? que deveria ser o fiscal do povo! e, deixou passar batido. Ou não tem tempo para acessar o “site” da transparência da prefeitura? Só para lembrar, a principal função do vereador é fiscalizar o executivo. Nota-se falta de conhecimento quando o mesmo diz que o jornal impresso está a ponto de acabar. Quando da invenção do Rádio deu-se por contados os dias do Jornal impresso e  mesmo assim sobrevive até os dias de hoje, depois veio a televisão e o impresso e rádio continham aqui, o vereador e presidente da casa, um simplório, ou melhor dizendo um “PATETA”  “sem ofender o personagem de Walt Disney” com seu discurso que tem objetivo ideológico partidário, que é defendido por seu partido, objetivo esse, é desacreditar os meios de comunicação, na tentativa de impor suas vontades de forma ditatorial, desrespeitando o direito ao contraditório, achincalhando pessoas e ideias divergentes das suas, mesmo que fundamentadas. Essa Ideologia partidária e seus adeptos, demostram para nossa sociedade, que precisamos investir incessantemente na educação, para que os representantes eleitos, de fato, tenham o comprometimento com a democracia e a comunidade, respeitando as maiorias e minorias. O discurso de ódio e separatismo que impera hoje na cidade de Rio Negrinho tanto pelo Executivo como agora legislativo representados pelo PL, deve ser combatido com a informação de qualidade, educação de qualidade e através dos debates, fóruns nos diversos meios de comunicação, JORNAL, RADIO, INTERNET, REDE SOCIAL ou qualquer outro meio que venha a ser criado, cada qual tem seu público e atinge um grupo de pessoas. Agora que fique registrado aqui o respeito à opinião do vereador e Presidente da Câmara, posso até não concordar, agora defendo seu direito de tê-la, isso Sr. Excelentíssimo Presidente da Câmara de Rio Negrinho é a Democracia que a imprensa escrita e falada defende e que tanto lhe incomoda.

Valmir Forteski –

Jornalista/Radialista

Publicidade

Publicidade